O SEU JORNAL ON LINE: Email: portaldojunnior.blogspot.com



A SUA VISITA NOS ENGRANDECE

´Email: portaldojunnior@gmail.com

segunda-feira, 21 de abril de 2014

SAÚDE

Pesquisa da USP desenvolve aparelho que detecta dengue em 20 minutos

Pesquisa da USP desenvolve aparelho que detecta dengue em 20 minutos
Um aparelho portátil e de baixo custo, desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP), é capaz diagnosticar com precisão os pacientes com o vírus da dengue em apenas 20 minutos, já a partir dos primeiros sintomas. A novidade está sendo possível porque um estudo mostrou alta concentração da proteína NS1, produzida pelo vírus. Atualmente, o exame para detectar a doença só pode ser feito no sexto dia, o que faz com que ela seja confundida com outras infecções e nem sempre tratada da forma adequada. A demora no diagnóstico pode levar, especialmente nos casos de reincidência, à morte.
“O teste convencional não pode ser feito nos primeiros dias, porque ele mede a concentração de anticorpos. [O paciente] tem que ter quadro avançado de dengue. O novo aparelho detecta a proteína já nos primeiros dias”, disse o professor Francisco Guimarães, responsável pelo estudo. O dispositivo, similar ao que é utilizado na medição de glicemia, funciona da seguinte forma: o anticorpo que reage à proteína NS1 é cultivado na gema do ovo. Em seguida, ele é colocado em alta concentração sobre uma membrana metálica, a qual em contato com o sangue infectado, reage eletricamente.
Guimarães destaca que a utilização de ovos de galinha para produzir os anticorpos foi uma das formas encontradas para baratear o custo do produto. O aparelho deve custar entre R$ 100 e R$ 200. “A ideia é que todo posto de saúde, mesmo em lugares mais remotos, possam fazer o teste rápido, sem que o sangue tenha que ser levado para grandes centros. Evita-se a demora no resultado, pois é um teste direto”.

SEMANA SANTA: SÁBADO DE ALELUIA EM MELANCIAS- MA



 * Os amigos Jesus, Dr. Ayrton e Dr. Bernardo Filho


* Banda Super ID


Duarte e sua amiga 


* O ilustre intelectual Torres e seu amigo fiel Jesus de Magalhães


Jarbas Analio e sua mais nova namorada


* A grande família Análio de Melancias




* Daybison, Xande, Marcos, Jarbas e Bernardo Filho






LINGUAGENS DE COMPUTADOR SÃO O IDIOMA DO FUTURO



RUMO AO MUNDIAL - O paulistano Mateus Bezrutchka, 17 anos, vive a expectativa de fazer sua primeira viagem ao exterior — e justo para o outro lado do mundo. Em julho, vai representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Informática, em Taiwan, onde medirá forças com prodígios da programação de outros noventa países. Para estar em plena forma, fez um curso intensivo na Unicamp e passa pelo menos duas horas por dia se exercitando em casa. “Achava as aulas de matemática fáceis demais, por isso fui buscar desafios maiores fora da escola. Aí encontrei a minha turma”, diz.
RUMO AO MUNDIAL 
O paulistano Mateus Bezrutchka, 17 anos, vive a expectativa de fazer sua primeira viagem ao exterior — e justo para o outro lado do mundo. Em julho, vai representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Informática, em Taiwan, onde medirá forças com prodígios da programação de outros noventa países. Para estar em plena forma, fez um curso intensivo na Unicamp e passa pelo menos duas horas por dia se exercitando em casa. “Achava as aulas de matemática fáceis demais, por isso fui buscar desafios maiores fora da escola. Aí encontrei a minha turma”, diz.      (Montagem com fotos de Lailson Santos)
Sem que mesmo os pais mais atentos percebam, os jovens estão usando um novo idioma para se comunicar intensamente — com os computadores. Teclar, dar um clique no mouse, mover o cursor na tela sensível ao toque são maneiras de interagir com os computadores. Comunicar-se com eles é outra coisa. Isso exige o domínio de linguagens de programação. Para o resto de nós as frases nesses idiomas são apenas impenetráveis conjuntos de sinais matemáticos e de palavras em inglês. Combinando habilmente essas letras, números e símbolos, o programador dita passo a passo ordens complexas às camadas profundas das unidades de processamento dos computadores.
Não confundir com os comandos de abrir ou fechar programas, copiar ou apagar textos, clarear fotos, receber ou enviar mensagens. Essas interações, que de tão simples parecem indistintas da mágica, só são possíveis porque, antes, os programadores ensinaram ao computador a “receita” que ele deve executar quando recebe um determinado comando. (Veja)  


Nas últimas semanas, foi amplamente divulgada a existência de uma falha de segurança que pode atingir boa parte dos usuários da internet. A falha é no sistema responsável pelas comunicações consideradas seguras (criptografadas) utilizado em boa parte dos serviços da internet, o OpenSSL, e pode permitir que informações sensíveis dos usuários da rede sejam enviadas a terceiros.
Neste contexto, a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiaça (Senacon/MJ) busca esclarecer algumas questões básicas de interesse do consumidor, bem como lhes  fornecer recomendações sobre como se proteger.
O que é a falha de segurança Heartbleed?
Heartbleed é o nome que foi dado à falha de segurança que afeta a tecnologia utilizada para garantir conexões protegidas pela internet na sua implementação mais comum, a biblioteca OpenSSL. Ela incide, em especial, na execução do mecanismo conhecido como Heartbeat Extension dos protocolos TLS/DTLS (Transport Layer Security – Segurança da Camada de Transporte)
Esta vulnerabilidade permite a violação dos mecanismos de segurança de provedores de serviços e aplicações de serviços de Internet que se utilizem do OpenSSL, colocando em risco as informações dos usuários.
Como esta falha afeta as comunicações e a utilização da Internet?
A falha de segurança Heartbleed pode permitir o acesso não autorizado aos registros de sistemas que se protegem pela versão vulnerável do OpenSSL, permitindo, por exemplo (1) ter acesso a informações privadas do consumidor, como senhas e nomes de usuário; (2) acessar as chaves privadas usadas pelo servidor; (3) acesso ao conteúdo do tráfego criptografado.
Quem foi afetado? Todos os sites e aplicativos da internet?
Não foi toda a internet que foi afetada, embora esta falha tenha sido provavelmente a mais ampla e significativa até o momento. Foram afetados somente os provedores e sites que fazem uso das versões OpenSSL 1.0.1 a 1.0.1g.[1].

TECNOLOGIA

Divulgação
A tomada inteligente, que promete reduzir em até 50% o consumo de eletricidade dos aparelhos, deve ser um estrondoso sucesso de vendas. Pelo menos é isso que mostra a campanha da empresa no Indiegogo, um site de financiamento coletivo norte-americano. A campanha encerrou-se recentemente e a proposta arrecadou, ao todo, US$ 67,16 mil – cerca de R$ 146 mil.
Agora, os empreendedores da Alemanha por trás da ideia iniciam conversas com possíveis empresas interessadas em desenvolver parcerias com os criadores da tomada. Eles também imaginam nos próximos meses intensificar os testes e preparar a empresa para iniciar a produção.
Como funciona. Hoje, boa parte dos aparelhos eletrônicos que usamos em casa fica no standby durante praticamente o dia todo. TVs ficam em geral 20h desligadas, telefones ficam 23h, e por aí vai. É esse desperdício que o Parce quer cortar.
Para isso, ele guarda informações sobre o uso do aparelho e cria um perfil de sua utilização. Nos horários em que você utiliza mais, ele não interfere. Durante a madrugada ou a jornada de trabalho, ele corta a eletricidade. Cada aparelho precisa de Parce para economizar energia.
Todas as estatísticas e padrões de consumo são colocadas na internet, e você pode acessá-los de onde estiver via smartphone. Se quiser ligar ou desligar um aparelho quando estiver fora de casa, é só fazê-lo pelo seu celular. Os seus padrões de consumo também geram um histórico que pode ser monitorado. (Estadão)

NACIONAIS

CELSO MINGInício do conteúdo
Os dirigentes do CELSO MING(BC) estão se sentindo na obrigação de explicar que não promovem uma inútil dança da chuva para acabar com a inflação. É que depois de 12 meses de alta seguida dos juros básicos, num total de 3,75 pontos porcentuais, para a altura dos 11% ao ano, a escalada continua.
“A política monetária não funciona”, provocam os céticos de dentro e de fora do governo Dilma. “Funciona, sim, mas está sendo atrapalhada pelo governo”, proclama o outro lado.
Quando a presidente Dilma ou as autoridades do Ministério da Fazenda insistem em que a inflação braba não é culpa do governo, mas de choques de oferta provocados pela seca, também passam o recado ao BC de que não adianta insistir com os juros. A oferta de tomate ou de batata só vai se normalizar, argumentam, quando as culturas se recuperarem da seca.
Quarta-feira, o diretor de Política Econômica do BC, Carlos Hamilton Araújo, veio a público para repetir que a política monetária é, sim, eficaz. Mas reconheceu que outras políticas do próprio governo trabalham contra.
No Brasil, o sistema de metas de inflação ainda enfrenta renitentes objeções ideológicas. Até economistas de renome entendem que os juros poderiam ser derrubados aos níveis internacionais, sem que nada de grave ocorresse com a inflação. Outros insistem em que juro alto é resultado de conspiração de interesses, entre banqueiros, rentistas e capital internacional, com o objetivo de ganhar dinheiro fácil à custa da dívida pública brasileira. Muitos empresários concordam com isso e a cada reunião do Copom já têm previamente redigidas declarações de que a nova alta de juros é absurda porque só eleva os custos das empresas e não atua no combate à inflação.
A política monetária é um mecanismo que regula o volume de dinheiro na economia. Se a inflação está forte demais, o BC retira moeda (aumenta os juros) e, com isso, reduz combustível no motor. Se a inflação está mais fraca, pode voltar a injetar dinheiro e o maior volume de combustível concorre para aumentar a atividade econômica.
Hamilton reconhece que algumas correias de transmissão desse mecanismo estão emperradas e, por isso, a “taxa neutra de juros”, isto é, aquele nível dos juros que não produzem nem derrubam a inflação pode ter subido muito no Brasil.
É que, se o governo gasta demais como agora, o dinheiro retirado pelo BC é reinjetado pelo Tesouro, por meio de pagamento de despesas públicas. Ou então, se o governo exige que determinado volume de recursos dos bancos vá obrigatoriamente para o financiamento da agricultura ou da casa própria; ou se o BNDES está sempre disposto a irrigar com crédito a juros subsidiados empresas que nem precisariam dessas bondades, é combustível adicional para essas atividades. Se, além disso, o governo define que certas tarifas, como as de energia elétrica, dos combustíveis ou dos transportes urbanos, fiquem congeladas, também para esses setores, não adianta elevar ou reduzir os juros, porque os preços ficam onde estão. Ou seja, só aí, mais de 25% dos preços (preços administrados) não são atingidos pelos juros.
Mas, se a política monetária é entendida como dança da chuva e se o BC está sendo obrigado a defender sua razão de ser, como é que pode seguir comandando as expectativas, uma de suas principais funções na defesa da moeda? (Estadão)
Congresso europeu apresenta novidades para o tratamento das hepatites virais e acena com medicações mais seguras e eficazes
Cura para os pacientes portadores dos seis genótipos da Hepatite C, especialmente o tipo 1, o mais frequente no Brasil. Perspectiva de tratamento para os casos graves com alto grau de fibrose ou cirrose hepática e que estão nas filas de transplante. Esses foram alguns dos resultados dos estudos apresentados na semana passada, durante a realização do Congresso Internacional do Fígado em Londres (e publicados no New England Journal/ abril).
A notícia acena com perspectivas muito animadoras para cerca de 160 milhões de pessoas em todo o mundo. O processo de aprovação global da medicação que está na fase clínica, ou seja, em testes com humanos, deve ser iniciado no terceiro trimestre de 2014.
De acordo com o pesquisador da Universidade Federal da Bahia e conselheiro da Sociedade Brasileira de Hepatologia, o médico Raymundo Paraná, as novas medicações apresentadas durante o evento colocam a Hepatite C e B em outro patamar de manejo, possibilitando um controle mais eficiente para os casos mais graves ou para aqueles pacientes que possuem resistência aos tratamentos convencionais, realizados à base da substância conhecida como Interferon.  “As hepatites B e C matam mais que a Aids e essa inflamação do fígado é responsável pela maioria dos transplantes realizados no país, infelizmente, a doença não tem tanta visibilidade e ainda não mobilizou a sociedade para combatê-la”, completa o hepatologista.
Dados do Ministério da Saúde apontam que o Brasil possui hoje 1,5 milhão de portadores do vírus da hepatite C. Estima-se que a maioria seja adultos entre 45 e 64 anos e que o número de infectados possa chegar a 2,5 milhões, já que muitos não sabem que têm a doença. Hoje, de 5% a 20% dos pacientes crônicos com hepatite C evoluem para cirrose se não tratados.
Menino Bernardo Boldrini, de 11 anos, encontrado morto no interior do RS
Corpo do menino Bernardo foi encontrado num saco plástico enterrado próximo a um riacho na cidade de Frederico Westphalen (RS)
A assistente social Edelvania Wirganovicz contou em detalhes à policia sua versão para a morte do menino Bernardo Boldrini, de 11 anos. Partes do depoimento que a mulher deu aos policiais em 14 de abril foram publicados pelo jornal Zero Hora, de Porto Alegre.
Parte das perguntas focou um ponto ainda obscuro da investigação: descobrir a causa exata da morte do menino Bernardo. Edelvania revela um detalhe que pode tornar o crime ainda mais macabro: a possibilidade de a madrasta ter despejado ácido enquanto o menino ainda estava vivo. Está na transcrição obtida pelo jornal Zero Hora: “Que a depoente e Kelly (apelido da madrasta) colocaram o menino no buraco sendo que Kelly jogou a soda sobre o corpo e a depoente colocou pedras. Que a depoente acha que ele já estava morto. Que a depoente não viu se Kelly olhou se o menino tinha pulsação.”
Edelvania disse também que ajudou a cometer o crime por 20 mil reais. “Era muito dinheiro e não teria sangue nem faca. Era só abrir um buraco e ajudar a colocar dentro o menino”, disse a assistente social, de 40 anos. Afirmou que recebeu mil reais e que usou o dinheiro para pagar uma parcela de seu apartamento, comprado por R$ 96 mil. Graciele Ugulini, madrasta do menino, teria se disposto a quitar o imóvel. A assistente social está presa, assim como o pai da criança, o médico Leandro Boldrini, de 38 anos, e Graciele, de 32 anos, acusados da morte do menino.
Ela relatou ainda que todo o plano para matar e esconder o corpo de Bernardo foi de Graciele. Segundo a assistente social, Boldrini não tinha conhecimento. “Ele não sabia, mas, futuramente, ele ia dar graças de se livrar do incômodo, porque Bernardo era muito agitado”, teria ouvido da madrasta. Segundo Edelvania, Graciele lhe confidenciou que pensava em matar o menino fazia tempo. Teria até mesmo tentado asfixiá-lo. A tentativa foi relatada por uma ex-babá à avó materna de Bernardo, Jussara Uglione, de 73 anos, que tentava na Justiça a guarda do menino.
Leia na íntegra/Confira fotos
Foto meramente ilustrativa
Apesar de ter se passado meia década depois de o Congresso em Foco revelar que deputados e senadores usaram dinheiro público para viajar e ceder passagens aéreas a terceiros, nenhum político foi punido. A farra das passagens, na verdade, se arrasta nos escaninhos da Justiça há bem mais tempo. Há oito anos, um inquérito criminal se arrasta entre o Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República (PGR). A apuração sigilosa tem 20 investigados. Pelo menos cinco são parlamentares.
O objetivo é saber se políticos participaram do comércio de créditos aéreos. O mercado clandestino de bilhetes do Congresso não poupou nem o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, que voou, ao lado de sua esposa, para os Estados Unidos, na cota do então deputado Paulo Roberto Pereira (PTB-RS), como mostrou estesite. Gilmar comprovou ter pago a passagem com seu próprio cartão de crédito e cobrou explicações da Câmara sobre o caso.
Mas o inquérito sobre o comércio clandestino da cota aérea tramita na PGR e no STF sem qualquer solução desde 2006. Parte da investigação é baseada em reportagens do Congresso em Foco. Questionada várias vezes desde setembro do anos passado, a Procuradoria-Geral da República não informou o andamento do processo e os nomes de todos os investigados. Mas a reportagem apurou que três deles são os deputados Aníbal Gomes (PMDB-CE) e Dilceu Sperafico (PP-PR) e o agente Pedro Damião Pinto Rabelo.
O embrião das apurações criminais no Supremo Tribunal Federal (STF) surgiu há dez anos, a partir de 2004, quando Pedro Damião Pinto Rabelo, da agência Morena Turismo, passou a prestar depoimentos à Polícia Legislativa da Câmara. Num deles, disse que deputados vendiam, diretamente para ele, créditos de passagens. “Que frequenta a Câmara dos Deputados para transacionar passagens aéreas oriundas tanto da sua empresa de turismo quanto da cota de passagens de Deputados, sendo estas negociadas diretamente com os respectivos parlamentares; QUE compra passagens aéreas dos parlamentares com deságio que varia de quinze a vinte por cento; QUE prefere não nominar os parlamentares”, afirmou Pedro Damião em oitiva em junho de 2005.
A atividade dele continuou nos anos seguintes. em 2009, por exemplo, o então deputado Raymundo Veloso expedia autorizações para que o agente usasse seus créditos em benefício de terceiros. É o que mostra documento obtido pelo site e que integra o inquérito da PGR (veja fac-símile acima). Damião não era o único, o agente Elói Xaveiro afirmou à polícia nos anos 90 que fazia o mesmo. Reportagens do site mostraram ainda a existência de outros operadores de turismo que atuavam no mercado paralelo de bilhetes pagos com dinheiro público e que iam parar na mão de terceiros, muitas vezes sem saber a origem das passagens.
Campanha segue até 9 de maio
Começa nesta terça-feira (22), e segue até 9 de maio a campanha nacional de vacinação contra a gripe. O público-alvo é de 49,6 milhões de crianças de 6 meses a menores de 5 anos, além de pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, mulheres que tiveram bebê até 45 dias, trabalhadores de saúde, povos indígenas, funcionários do sistema prisional e presos. Pessoas com doenças crônicas não-transmissíveis também devem se vacinar. O medicamento vai imunizar contra três subto´ps do vírus da gripe: A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.(A Tarde)

Integrantes receberam aumento para mudar de emissora

Pânico: sem Sabrina e de contrato renovado
A turma do Pânico está acertando os últimos detalhes da renovação com a Band. O novo contrato terá duração de três anos. (Veja)
Por Lauro Jardim


suplemento-para-ganhar-massa-muscular
Suplementos nutricionais: Para alguns especialistas, produto pode ser gasto desnecessário de dinheiro
É tentadora a ideia de ingerir cápsulas, barrinhas e shakes como forma de potencializar os efeitos do exercício físico sobre o ganho de massa muscular. Tanto é que os suplementos nutricionais são febre nas academias e cada vez mais usados até pelos praticantes menos assíduos de atividade física.
O mercado dos suplementos está aquecido no Brasil. Ele começou a crescer em meados de 2008 e explodiu em 2012, catapultado, segundo especialistas, pelo crescimento das redes sociais. “Nos últimos anos, a venda de suplementos para atletas tem registrado um crescimento anual de cerca de 30%”, afirma Gustavo Hohendorff, gerente de vendas da importadora de suplementos Carduz.
O número de marombeiros não se elevou nessa proporção — quem engordou a cifra foram pessoas que malham duas ou três horas semanais e são seduzidas pela possibilidade de ingerir um alimento que potencialize a musculação. “Nosso consumidores já não são mais apenas fisiculturistas. Hoje, adolescentes e idosos tomam suplementos”, diz Paulo Araújo, diretor geral da Probiótica, empresa líder do setor.
De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri), há cerca de 10 000 pontos de venda de suplementos esportivos no país — em 2012, havia 6 000. Isso quer dizer que, para comprar um pote de whey protein — o suplemento mais popular, à base de proteína, responsável por 60% das vendas — não é mais preciso entrar numa loja especializada, ponto de encontro de fortões. O produto chegou à gôndola da farmácia da esquina.
Veto ao whey protein — A disseminação dos suplementos atraiu a atenção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que, nos últimos dois meses, proibiu a comercialização de mais de vinte marcas de whey protein. A punição foi aplicada depois de testes revelarem incompatibilidade entre as informações nutricionais do rótulo e a real composição dos produtos. De acordo com a agência, a legislação tolera uma diferença de 20% entre o que é declarado na embalagem e o que há dentro do pote. Dos 26 lotes analisados, 19 extrapolaram esse limite, a maioria por apresentar uma quantidade de carboidrato muito maior do que a declarada — houve diferença de até 1104%.

NACIONAIS

Marina Ruy Barbosa foi vítima de assédio durante evento de uma marca de celular (Foto:  Ag.News)
Marina Ruy Barbosa teve as partes íntimas fotografadas durante evento de uma marca de celular, em São Paulo, na semana passada, sem que ela percebesse. Uma pessoa, que até o fechamento desta edição não tinha sido identificada, capturou imagens indiscretas por baixo da saia da atriz enquanto ela dava entrevistas, e soltou as fotos na internet.
Marina foi mais uma vítima da importunação ofensiva ao pudor, termo que caracteriza o delito previsto no Art. 61 da Lei de Contravenções Penais, que é importunar alguém, em lugar público ou acessível ao público, de modo ofensivo ao pudor, sob pena de multa. O mesmo da reportagem exibida na TV, recentemente, sobre um funcionário da Infraero que foi detido depois de filmar com um tablet a intimidade de mulheres que subiam a escada rolante do aeroporto, em Belém. O aparelho foi confiscado e o suspeito irá responder pela lei descrita acima.
A família de Marina já acionou os advogados para tomarem as providências cabíveis. A atriz suspeita de um homem que se aproximou dela se identificando como jornalista. (Ig
Bruno Valdigem (Cardiologista)
As doenças cardiovasculares são líderes em morte no mundo, sendo responsáveis por quase 30% das mortes no Brasil. Dentre estas, o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) é a causa principal. De acordo com o Datasus, agência de controle de dados do governo, foram registrados 2028 óbitos por doenças cardiovasculares no estado de São Paulo apenas no mês de agosto de 2013. A mortalidade hospitalar por infarto agudo na internação é alta, e maior quanto mais demorado o tempo entre o início dos sintomas e o atendimento final. Os fatores de risco para o infarto são obesidadehipertensão, colesterol alto, estresse, diabetes ou infartos anteriores. Homens na meia idade e mulheres após a menopausa são os mais afetados pelo problema.
O infarto acontece quando parte do músculo cardíaco morreu por falta de oxigênio. A nutrição do músculo é feita pelas artérias coronárias, que levam sangue e nutrientes até o coração. Se uma artéria dessas “entupir” – que ocorre quando uma placa de gordura perto da parede interna do vaso rompe – o fluxo de sangue é interrompido e aquela área entra em sofrimento (causando dor) e se esse fluxo não for reestabelecido a tempo, o tecido morre.
  • Vômitos
  • Suor frio
  • Fraqueza Intensa
  • Palpitações
  • Falta de ar.
Na presença dessas sensações, é de extrema importância procurar ajuda no pronto socorro mais próximo em no máximo uma hora. Conforme o tempo passa a dor diminui, mas o dano torna-se mais extenso e irreversível. Após 12 horas de dor, o músculo em sofrimento já morreu quase por completo.
Em municípios com disponibilidade de atendimento domiciliar rápido, como o excelente SAMU de São Paulo, vale a pena acioná-lo. Na ausência de uma ambulância, busque uma acompanhante que possa dirigir ou acompanhar até o medico (sempre em um hospital de emergência, para não transformar um consultório medico em uma UTI). Evite dirigir com suspeita de infarto, pois arritmias e desmaios são frequentes no inicio do quadro, colocando em risco você e os outros. Carregue consigo seus exames mais recentes, se estiverem acessíveis e não forem atrasar a sua viagem. Fique tranquilo e explique tudo ao seu acompanhante e médico, em especial a presença de alergias e doenças prévias. (Yahoo/Notícias)
Uma dieta bizarra, que promete sumir com mais de dez quilos em um mês. É a estranha técnica do enxerto na língua. A reportagem é da correspondente Renata Ceribelli
Imagine uma tela sendo costurada na sua língua. Beverly Hills, na Califórnia, terra de gente bonita e saudável, volta e meia lança modas de emagrecimento.
O cirurgião plástico Nikolas Chugay, principal divulgador da técnica, sabe falar português e explica como funciona o procedimento, e o tratamento.
Segundo ele, a tela é feita de um material usado em cirurgias de hérnia.
Nikolas Chugay: É forte, resistente, é plástico, material plástico.
Fantástico: E como que ela é colocada na língua?
Nikolas Chugay: É colocada com uns pontos, seis pontos eu aplico, para que não caia a tela, e mais ou menos por um mês a tela fica na língua.
Fantástico: O que acontece com o paciente depois que ele coloca essa tela na língua?
Nikolas Chugay: Bom, se o paciente quer comer algo sólido, não é cômodo, não é agradável.
Ou seja, não dá para mastigar nada com isso aí costurado na língua. Agora vamos acompanhar uma americana, a April, que foi até o consultório do Dr. Chugay. Ela quer perder 13 quilos. E diz que não está com medo da cirurgia.
Para explicar passo a passo o que vai acontecer, o doutor diz que primeiro aplica o anestésico na língua, a pessoa fica acordada o tempo todo. Aí ele espera fazer efeito e depois tudo é muito rápido. São seis pontos, e a tela já está costurada na língua da paciente.
Nikolas Chugay: Dez minutos, e o procedimento já acabou.
Fantástico: Foi tudo bem?
Nikolas Chugay: Tudo bem.
April diz que sente a língua um pouco inchada, e o médico afirma que vai desinchar logo.
Para descontrair, uma pergunta: será que vai dar para beijar o marido? April faz o movimento com a boca para dar ao menos um selinho.
A April saiu da mesa de cirurgia e foi direto para frente do espelho. “Não tá tão mal”, diz ela. Agora, ela está pronta fazer a dieta líquida, um pó que ela compra no consultório mesmo e mistura com água. O pacote, cirurgia e shake para um mês, sai por R$ 4,5 mil. É o preço da promessa de perder até 13 quilos em um mês.

AMOR Lula em evento  em Osasco. Na ocasião, o mestre de cerimônias o apresentou como “a paixão do PT” (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)
AMOR
Lula em evento em Osasco. Na ocasião, o mestre de cerimônias o apresentou como “a paixão do PT” 
Noite de sexta-feira em Osasco, tradicional reduto do Partido dos Trabalhadores na Grande São Paulo. O mestre de cerimônias de uma festa organizada pelo PT se esforça para animar a militância, cerca de 1.000 pessoas reunidas na quadra poliesportiva de um clube da cidade. O público, no entanto, está apático. Apenas uma minoria uniformizada se entusiasma com as referências ao prefei­to da cidade, Jorge Lapas (PT), e ao pré-can­didato ao governo de São Paulo pelo partido,Alexandre Padilha. Até que o mestre de cerimônias diz: “Vamos receber o maior presidente da história do Brasil… O presidente Lula!”. A militância explode, e Luiz Inácio Lula da Silva entra no palco. O mestre de cerimônias o saúda como “a maior paixão, a mais antiga paixão do PT”. O até então discreto Alexandre Padilha acaba ovacionado, ao ser definido, pelo apresentador, como “a nova paixão do PT, o amigo do Lula”. E Dilma? Nos discursos de Lula e Padilha, Dilma é mencionada apenas de passagem.
Lula falou de Dilma com mais ênfase na terça-feira passada, quando deu uma entrevista a blogueiros. Sua fala esteve distante do tom passional que predominou no encontro de Osasco. Ao falar sobre o governo, afirmou: “Poderíamos estar melhor, e a Dilma terá de dizer isso na campanha: como é que a gente vai melhorar a economia brasileira”. Foi o suficiente para desencadear, no país, mais uma onda de “volta, Lula!” – o movimento que pretende levá-lo a disputar as eleições de outubro. Com declarações como a que deu na entrevista, Lula estimula a aclamação a seu nome dentro do PT, em vez de apoiar Dilma? Eis a maior dúvida que paira sobre o cenário eleitoral deste ano.
De acordo com petistas graduados, o jogo é mais sutil. Um dos principais dirigentes do PT diz que o que Lula quer é apenas descolar sua imagem dos erros que Dilma vem cometendo na área da economia: “O maior ativo do PT é a imagem de Lula, e o partido fará tudo para preservá-la, nem que para isso seja preciso diferenciá-lo e afastá-lo da Dilma”. E quando esse “ativo” será usado? “Todos no PT querem a volta do Lula”, diz outro integrante da cúpula do partido. “A diferença é que alguns querem em 2018, e outros querem agora.”
Confira na íntegra
Faltam 53 dias para um acontecimento que pode ser um grande marco da ciência, especialmente da ciência do Brasil
Se tudo der certo, um jovem com paralisia nas pernas vai ficar em pé, andar e chutar uma bola, na abertura da Copa do Mundo! À frente desse projeto internacional, um brasileiro: o neurocientista Miguel Nicolelis.
As salas onde se faz ciência de ponta ficam na capital paulista, mas o ambiente é internacional.
Fantástico: Nesse laboratório de São Paulo, um espaço amplo, recém inaugurado, dezenas de cientistas do mundo inteiro trabalham literalmente 24 horas por dia para cumprir um prazo muito curto. Uma coisa rara em ciência. Um prazo só de 53 dias para algo que vai acontecer na cerimônia de abertura da Copa do Mundo. Professor, esse algo é o quê?
Miguel Nicolelis: Bom, se tudo der certo, de acordo com o nosso plano, um brasileiro, um jovem adulto brasileiro, vai, durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo, esse brasileiro tem uma paralisia das pernas, né, ele vai estar vestindo um exoesqueleto que nós desenvolvemos a partir desse consórcio e vai poder andar novamente e ser responsável por um chute emblemático durante essa cerimônia de abertura da Copa.
Um chute dado por uma pessoa com paralisia, visto pelo mundo todo. Será a realização de um sonho de um homem: o neurocientista brasileiro, e palmeirense fanático, Miguel Nicolelis.
Há dois anos, o Fantástico acompanha, de muito perto, esse trabalho. Em 2012, mostramos o pontapé inicial desse projeto ambicioso, no laboratório de Nicolelis, na universidade Duke, nos Estados Unidos.
O primeiro modelo de uma perna robótica. “Aqui em cima seria a articulação de um fêmur na bacia e aqui seria um joelho”, explicou Nicolelis, na época.
No ano passado, também em Duke, acompanhamos o avanço das pesquisas. Um protótipo com duas pernas e pés já sendo usado por um macaco. “Que está aprendendo a vestir o exoesqueleto”, disse o neurocientista.
Agora, no Brasil, em colaboração com a Associação de Assistência à Criança Deficiente, é a reta final. “A gente fala em horas, minutos e segundos. Todo mundo está aqui vivendo essa expectativa”, declara Nicolelis.
Para entender a pesquisa do professor Nicolelis, precisamos antes aprender duas novas expressões. A primeira é ‘exoesqueleto’. Ou seja, um esqueleto que fica por fora do corpo. Ele também é chamado, simplesmente, de robô.
A outra expressão é: ‘interface cérebro-máquina’, quer dizer uma máquina que é comandada pelo cérebro de uma pessoa.

VENDAS A MIL

romeu tuma
Livro polêmico
As vendas de Assassinato de Reputações — livro de Romeu Tuma Jr sobre os bastidores da política de segurança do governo federal — já renderam 700 000 reais para o bolso do ex-secretário Nacional de Justiça. (Veja)
Por Lauro Jardim

 Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras
Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras
Acusado pela Polícia Federal de ser um dos líderes de um esquema de lavagem de cerca de 10 bilhões de reais, o engenheiro mecânico Paulo Roberto Costa teve, na Petrobras, uma carreira invejável. Funcionário de carreira, conseguiu, desde que entrou na estatal, em 1977, chegar ao posto de diretor de Abastecimento, em 2004. A carreira bem-sucedida teve, no entanto, uma fase meteórica de acúmulo de capital nos últimos cinco anos. Nesse período, de acordo com um levantamento feito pelo site de VEJA, Costa, a mulher, duas filhas e dois genros adquiriram nada menos que 13 imóveis residenciais no Rio de Janeiro – num período de valores nas alturas. Os valores das transações registrados em cartório chegam a 5,8 milhões de reais. Não estão na soma as duas salas comerciais nos quais a família investiu uma parte de seu capital.
Costa está preso por suspeita de ter cometido crimes como lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e participação em organização criminosa – delitos pelos quais foi indiciado na última quarta-feira pela Polícia Federal. Ele também é investigado por evasão de divisas e corrupção. Os investigadores suspeitam que o ex-diretor tenha se associado ao doleiro Alberto Youssef para articular negócios e que tenha recebido propina de fornecedores da estatal. Também há indícios de que Costa recorria ao doleiro para ocultar recursos de origem ilícita. Já se sabe que Youssef comprou para o ex-diretor um Land Rover Evoque blindado, avaliado em 300.000 reais. A suspeita é que essa compra foi viabilizada por recursos mantidos por Costa no exterior, embora a defesa dele alegue que foi apenas a remuneração por serviço de consultoria prestado ao doleiro. Os policiais analisam ainda se parte desse dinheiro foi utilizado para abastecer políticos e partidos. Também vai ser verificado se Costa contava também com a ajuda da esposa (Marici Costa), das duas filhas (Arianna e Shanni Bachmann) e dos genros (Humberto Mesquita e Márcio Lewkowicz) para esconder o patrimônio.
Os registros em cartório mostram que mostram que o ex-diretor e a família fizeram uma rodada de compras de imóveis da Península, condomínio de luxo na Barra da Tijuca monitorado por seguranças privados. O histórico de negociações inclui também a aquisição de um terreno em situação irregular de 2.800 metros quadrados, por 200.000 mil reais. A transferência de propriedade, no entanto, não pôde ser concluída, porque a prefeitura do Rio considera o loteamento ilegal desde agosto de 2012.
O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), pré-candidato à Presidência, afirmou na manhã deste domingo, 20, que é contra o aborto e que a legislação brasileira é adequada para o assunto e não deve ser alterada. Campos participou das celebrações da missa de Páscoa no Santuário de Aparecida.
“Como cidadão acho que minha posição e a de todos. Não conheço ninguém que seja a favor do aborto”, afirmou o ex-governador, ao ser perguntando sobre o assunto.
Visivelmente constrangido por ter que falar sobre o tema ao lado do cardeal dom Raymundo Damaceno, Campos tentou desconversar. “A legislação brasileira já é adequada. Ela já prevê as circunstâncias e os casos e eu não vejo razão para que se altere exatamente a legislação que o Brasil já tem”, disse Campos.
O pré-candidato do PSB participou pela primeira vez da missa de Páscoa no Santuário Nacional de Aparecida. Na área reservada para autoridades no altar, Campos rezou e cumprimentou o pré-candidato do PT ao governo de São Paulo Alexandre Padilha, também presente, no final da missa.
Campos acompanhou toda cerimônia ao lado da mulher Renata e do filho recém-nascido Miguel.
Depois da missa, Campos e o restante da família foram até a casa do arcebispo de Aparecida para um café.
Questionado por jornalistas sobre eleições, Campos disse que não trataria do assunto por ser domingo de Páscoa. “Hoje é dia de Páscoa. Vamos ter o ano todo para conversar sobre isso.” (Estadão)

sexta-feira, 18 de abril de 2014

FELIZ PÁSCOA A TODOS (A)



Jesus Cristo morreu crucificado para salvar o mundo do pecado e servir de exemplo para toda humanidade !!!!!






* Aniversariantes do dia 18\04\2014


Parabéns para o vereador de Parnaíba o nosso amigo Allan Santos




Aniversariando também o nosso amigo Tiago Lima

PUBLICIDADE DE SHOWS

MARIA CLARA ESTÁ CHEGANDO AO MUNDO !!!!!

* O Blog do Junnior foi conhecer de perto o quarto temático da  Maria Clara, que está para vir ao mundo


* A família Cavalcante do Povoado Coqueiro está super feliz com a expectativa da chegada da Maria Clara.
* Na imagem acima a nossa amiga Derlanya Cavalcante ao lado de seu querido irmão, o professor Dernane.


* Fomos conhecer o lindíssimo quarto de Maria Clara





* O irmão coruja Dernane e a madrinha Francinária Duarte

O quarto de Maria Clara está perfeito para sua chegada